MENU
Wallpappers
Humor
Icones
Hardware
Ouvi Dizer...
LINKS UTEIS
DICAS CURTAS

Identificar hardware no Linux

MPlayer: Ler imagem iso de um DVD

O comando shutdown : Desligue, programe, e faça muito mais ...!

Ktimer o temporizador do KDE e não só

Verificação da integridade de arquivos e imagens iso

Backup da MBR

Como instalar fontes Truetype no Linux «Ubuntu »

Agendar tarefas com CRON

COISAS... INTERESSANTES!

A Internet torna as pessoas inteligentes?

Nomes cientificos de alguns dos sistemas operacionais existentes

Fantastic Music

Blogs a mais conteudo a menos..

Ouvi dizer! ... que os numeros nasceram assim...

O sistema operativo Linux- Parte 3
 Pagina 3 de 16

    A expansão do linux

    Definitivamente o linux e o software open source juntos começavam a criar uma onda, onda essa que se iria expandir de uma forma explosiva pois dez anos passados eram já perto de uma centena senão mais as distros linux. Vejam este mapeamento bastante interessante com as distros em árvore genealógica.

    É deveras interessante seguir essa expansão com as distros a nascerem a partir de outras num processo evolutivo acelerado.

    Como de certo repararam a partir das 4 distros "mãe vamos lá" outras grandes distros iriam nascer, cada uma com uma filosofia e objectivos próprios. É por essa razão que ninguém arrisca dizer que esta distro é melhor que aquela, porque simplesmente não existem distros que se possa dizer " esta distro tem o mesmo objectivo daquela" logo não se podem avaliar segunda a mesma perspectiva duas distros com objectivos diferentes. Esta é uma das maiores riquezas do linux. Quem não gosta desta muda para aquela, e assim sucessivamente até encontrar "ao não!", (elas são tantas que acabam por gerar confusão até no que gostamos ao não) uma que lhe encha as medidas.

    A segunda fornada de grandes distros

    Como atrás vimos, e ainda antes de atingirmos a primeira década de linux ( 10 anos é muito tempo, contudo quando se trata de gerar grandes empresas não é assim tanto ) uma segunda fornada de grandes distros iria nascer. Algumas nascidas com bases das primeiras quatro grandes distros mas também algumas absolutamente novas que apesar de não atingirem a dimenção de gigantes, ainda assim atingiram dimenção suficiente para serem bem conhecidas e criarem uma comunidade bastante ampla. Relembremos então algumas dessas distros.

    Mandrake Linux

    Muito antes de atingida a década (mais propriamente 6 anos) nasce outra grande distro que iria atingir o estatuto de gigante, a Mandrake Linux propriedade da Mandrakesoft uma empresa Francesa. A empresa cujo seu fundador foi acques Le Marois, Gaël Duval and Frédéric Bastokl, centrava os seus objectivos na facilidade de utilização por parte dos novos utilizadores. Sempre com estes objectivos em mãos a empresa rapidamente cresceu montando escritórios por todo o mundo.

    A 1ª release é lançada em Julho de 1998 e é baseada no Red Hat Linux (version 5.1) e tem como escritório o KDE (version 1.0). Apesar de baseada no Red Hat a distro diverge bastante do Red Hat e aparece com algumas ferramentas muito interessantes tendo em vista a facilidade de configuração do linux.

    Em 2004 a empresa é surpreendida pela Hearst Corporation que ameaça colocar a empresa em tribunal por causa do nome Mandrake que infligia uma trademarked. Assim a empresa ver-se-ia forçada a mudar de nome, e numa jogada ela compra uma congénere sua brasileira de nome Conectiva e muda o nome da empresa para Mandriva Linux, nome que se mantém até hoje.

    Turbo Linux

    Não atingindo nunca o estatuto das gigantes do linux o Turbo Linux conta com uma comunidade bastante grande de utilizadores Asiáticos ( a empresa é Japonesa). A distribuição é bastante popular na China e no Japão. Faz parte do United Linux que é uma distribuição global e uniforme desenvolvida para os negócios e suportado pela maioria dos desenvolve dores de sistemas e softwares. Em 2002, a Turbolinux une-se ao consórcio United Linux.

    A distribuição Turbolinux foi criada como uma nova marca da distribuição Red Hat pelo (então) empregado da Pacific HiTech Scott Stone. Scott foi o engenheiro liberação levou a distribuição até á versão 3.6.

    knoppix

    Ainda antes de atingido o final do milénio outra distro nasce, "novamente" não sendo uma gigante no tamanho ela tornar-se-a extremamente importante, não pela quantidade de utilizadores mas pelo seu conceito. Derivada directamente da Debian ela traz um conceito absolutamente novo, consegue correr a partir de um cd o que viria a lançar a moda do conceito de LiveCds. Com um sistema operativo muito leve o Knoppix e fornecendo a tecnologia de criação do seu livecd ela torna-se uma excelente base de trabalho para o nascimentos de novas distros. Assim acontece e 23 novas distros nascem a partir dela, entre elas algumas bem conhecidas como o celebre Kurumin, Dreamlinux, Kanotix, Damn Smal Linux, etc.

    Como falávamos o Knoppix é uma distribuição GNU/Linux baseado no Debian e gravado num CD de arranque, dotado de um sistema de detecção automática de hardware, suporte para vários dispositivos gráficos, de som, SCSI, USB e outros periféricos. Ao arrancar com o CD do Knoppix o usuário não precisa instalar nada no seu disco rígido. Devido à sua descompressão, que acontece a partir do CD, estão disponíveis mais de 2 GB de aplicativos, desde aplicações de escritório a ferramentas de sistema, o que permite usar um CD de Knoppix como uma demonstração do GNU/Linux, um CD educacional, um sistema de recuperação, ou adaptado e usado como plataforma para demonstração de aplicações.

     

    Vector Linux

    Ainda no mesmo ano de nascimento do Knoppix ( ano 2000) nasce o Vector Linux, uma distribuição Linux baseada no Slackware, desenvolvida no intuito de ser usada em computadores antigos, hoje em dia o Vector está na sua versão 6.0, que é baseada no Slackware 12.1. Como é uma distribuição leve, o Vector Linux ficou bastante famoso, estando entre as 20 distribuições mais visitadas no distrowatch.

    Originalmente desenvolvido pelos programadores Canadianos Robert S. Lange e Darell Stavem, o sistema operacional agora é também apoiado por uma comunidade internacional, e tem uma comunidade de utilizadores bastante alargada, não se inibindo de morder os calcanhares dos grandes.

     

    Xandros Corporation

    Em 2001 outra distribuição é lançada, esta irá intrometer-se entre os grandes, contudo nunca atingindo a dimenção dos grandes. O Xandros é uma distribuição Linux cujo objectivo principal de enfoque da distribuição é a interface gráfica e a facilidade para a utilização tornando-o especial para uma migração de Windows para Linux, especialmente em empresas. O seu nome é derivado de "X Window System" e o nome da ilha grega de "Andros", a distro é desenvolvida pela Xandros Incorporated, fundada em Maio de 2001, e possui sede em Nova York, com escritórios em Frankfurt, São Paulo e Ottawa no Canadá. Baseada no Corel Linux, (já extinto) que por sua vez é uma distribuição baseada em Debian ela tem a sua maior comunidade nas empresas.

     

     

    Enoch Linux mais tarde Gentoo Linux

    Ainda antes de terminar o milénio haveria de nascer uma nova distro criada de raiz por Daniel Robbins como o nome de Enoch Linux em finais de 1999, Robbins lançou ainda pelo menos uma versão do Enoch a versão 0.75, em dezembro de 1999. O objectivo era criar uma distribuição que fosse construída a partir de código-fonte, sintonizada com o hardware, que só inclui-se os programas exigidos, diminuindo a carga sobre o processador.

    Algumas questões revelaram problemas como a compilação com o GNU Compiler Collection (gcc), utilizado para a criação de código fonte. Daniel Robbins e outros voluntários tentaram com um fork do gcc conhecido como EGCS desenvolvido pela Cygnus Solutions, que produziu binários com um ganho mínimo real de 10% de sobre o GCC, em termos de velocidade. Neste ponto, Enoch ganhara reputação devido a sua velocidade, levando a mudança de nome para Gentoo Linux, (sendo Gentoo o nome da espécie de pinguim capaz de nadar mais rápido) dada a velocidade do sistema penso que ainda hoje ele é o linux mais rápido do planeta, mas não o mais fácil de configurar devido á sua condição de purista. Algumas destas modificações eventualmente vieram a tornar-se parte do gcc oficial (versão 2.95), e outras distribuições Linux vieram a verificar beneficiar destas alterações com aumentos de velocidade semelhantes.

    A primeira versão com o nome de Gentoo Linux a 1.0 foi lançado a 31 de Março de 2002, daí para cá a distro com a sua filosofia purista ganhou adeptos que tem hoje uma comunidade bastante bastante vasta. Derivadas destra distro penso que ainda hoje existem umas 6 ou 7 distros.

    Slax

    Em 2002 outra distro nasceria, esta derivada do Slackware com o nome de Slax Linux. A distro foi feita por Tomas Matejicek, usando o Linux Live scripts e o Slackware Linux como base. O SLAX é uma distribuição Live CD, podendo ser executado sem instalação no disco rígido - ou mesmo em um computador sem disco rígido. Ele pode ser executado pelo CD, por um drive USB ou pela memória RAM - o que libera o drive de CD para outros usos. O SLAX Standard e a versão Kill Bill usam o KDE como seu ambiente de desktop, enquanto o Popcorn usa Xfce. O FluxBox é uma opção em todas as versões excepto Frodo.

    Não pertencendo á classe das grandes distros ela contudo ganhou o seu espaço, e consegui até que surgissem varias derivações a partir dela, já que ela é especialista em maquinas menos potentes.

     

    Arch

    Ainda em 2002 nascia o Arch Linux uma distribuição Linux fundada por Judd Vinet que inspirou-se numa distribuição chamada CRUX. Nunca atingindo os estatuto das grandes distros ela tem no entanto uma dimenção ainda assim invejável para muita gente. A distro é uma distribuição rolling release, ou seja, o sistema é actualizado continuamente, ou seja você obterá acesso às novas versões simplesmente mantendo o sistema actualizado através do gerenciador de pacotes. O número de fiéis usuários tem crescido ao longo dos tempos devido as suas inúmeras qualidades e sua filosofia de desenvolvimento. Também a partir dela outras distros haviam de nascer.

     

    A explosão

    Uma década de linux passou, a qualidade e estabilidade do sistema está comprovado, o apoio incondicional ao linux está em alta e a explosão dá-se . A partir destas distros mãe, perto de uma centena de distros " ou mais" haveria de nascer numa terceira fornada. Muitas estão ainda no activo outras morreram, mas a qualidade do sistema, e os utilizadores esses crescem a cada dia que passa, mesmo que muitos nem sequer saibam que estão a usar linux. Mesmo agora acabei de ver a Vodafone oferecendo logo na segunda pagina ( na 1ª está o iPhone) do catalogo Club Viva o Samsung H1 um telemóvel com tela toutch de grande qualidade com linux.

    De entre esta terceira fornada de distros algumas iriam se tornar gigantes, que toda a gente conhece. Uma delas não digo que domina, "pois isso não é verdade", mas que o pretende é bem verdade, falo do Ubuntu, distro derivada do Debian que se tornou a distro do momento atingindo o estatuto de gigante. No entanto outras distros haveriam de atingir tambem elas o estrelato como por exemplo o PCLinuxOs, FreeSpire, Zenwalk, Caixa Magica, Centos.

    Na actualidade o linux atinge já todos niveis, Desde servidores de grandes corporações a a maquinas clientes , passando por Web, mainfres, Routers, switchs, Workstations, Desktops, notebooks, netbooks, Mids, PDAs, telemoveis, enfim, ele já chega a todo o lado.

    Uma historia fabulosa "essa" já ninguem lha tira.

     

     

     

 

ULTIMAS DICAS

Pesquisa no linux com Recooll

Configurar IP fixo no Ubuntu

MySQL - Alterar senha de root no Ubuntu

Crontab rápido e fácil.

K3b: O plugin Mp3 Audio Decoder não foi encontrado

Acedendo a Partições linux a partir do Windows


ULTIMOS ARTIGOS

Escolher uma distro pode ser mais difícil do que se pensa!

Aos que estão a começar...

Particionamento de Discos


MANUAIS

Super manual de comandos linux

Debian: O Sistema Operacional Universal

Aspectos Gerais sobre Linux

Windows no Linux: VirtualBox, VMware e Wine

Manual sobre as portas mais comuns do PC

Manual Instalação Centos 5

Manual Instalação Centos 5.2 e Red Hat 5.2

Ubuntu Guia do Iniciante

Fedora Installation and Quick Star

Manual Virtual Box

Manual do Samba

urpmi Mini Howto

Servidor Web Apache

Servidor de ftp VSFTP

Backups com RSync

Tutorial phpMyAdmin

NX Server System Administrator's Guide

NVU User Guide

ClamAV User Manual

Manual completo HTML

Linux Dicas e Truques